fbpx

Ano novo, vida nova – quantas vezes já ouviste esta frase? 

Eu ouvi esta frase durante muitos anos e comprometia-me a fazer diferente assim que dia 1 de Janeiro do ano seguinte começasse. Prometia que ia perder peso, ia ganhar mais dinheiro, ia viajar e ler mais… Mas no dia 10 de Janeiro já tudo tinha voltado ao mesmo. 

Até me aperceber que o que as resoluções de ano novo não estavam a resultar. Resolução vem com o pressuposto de que existe alguma coisa errada que queremos resolver. Começamos o novo ano com um mindset negativo – focamo-nos no que está errado e em resolver tudo isso em vez de nos focarmos no que podemos melhorar. 

Por isso, decidi que ia começar a definir objetivos em vez de fazer resoluções de ano novo. Todos os anos nos últimos dias de Dezembro escrevo os meus objetivos e o plano para os alcançar. Escrevo-os numa folha e vou fazendo pequenas avaliações todos os meses.

Como é que defino os meus objetivos? 

O primeiro ano que defini os meus objeticos (sem experiência), foquei-me em apontar algumas ações que eu gostaria de concretizar durante o ano. Depois, melhorei esta ferramenta até obter um passo a passo que me ajuda todos os anos!

Passo 1: Fazer um brainstorming de objetivos

A primeira coisa que faço é escrever todos os meus objetivos que tenho dentro da minha cabeça. Isto ajuda-me a tornar visual e mais real o que quero alcançar. Coloco todos os objetivos – o que eu acho que consigo atingir mas também aqueles que metem mais medo (e que tenho tendência a esconder). 

Passo 2: Definir 3 áreas da minha vida que quero melhorar

Depois de despejar todos os objetivos numa folha, decido que áreas quero melhorar. Em vez de me focar a melhorar tudo, foco-me nas 3 áreas que sinto que devo trabalhar durante o ano e que sinto que me vão trazer mais retorno. 

Passo 3: Definir 1 objetivo para cada área

Está na altura de alocar três objetivos que escrever no passo 1 a cada área da vida que quero melhorar. Tomo nota dos objetivos que realmente me fazem sentir expansiva e rejeita os objetivos que queres cumprir “porque é o que as outras pessoas fazem”.

Por exemplo, se queres perder peso – esse será um objetivo pessoal. Mas se esse objetivo te fizer sentir contraída, então provavelmente não será um bom objetivo para apostares este ano! Se calhar, queres perder peso porque toda a gente tem este objetivo no início do ano ou porque te sentes pressionada para isso. 

Escolho bem qual são os objetivos que quero definir porque as minhas ações vão ser orientadas para esses objetivos. E como a ação é o que traz a mudança e faz a nossa vida, queremos que tudo esteja alinhado correctamente! 

Define uma data para atingires esses objetivos. 

Passo 4: Define um objetivo impossível

Está na hora de te desafiares a sair da tua zona de conforto. Escolhe um dos objetivos e extrapola esse objetivo. No meu caso, extrapolei o objetivo – quero facturar 10.000€ até 31 de Dezembro de 2020 para 20.000€ até 31 de Dezembro de 2020. 

Este é aquele objetivo a que me proponho falhar e será o meu foco durante o próximo ano. A probabilidade de falhar é grande, mas quanto mais eu falhar, mais aprenderei e mais perto estarei de o atingir. 

Se eu definisse o objetivo dos 10.000€ era provável que atingisse esse objetivo (porque é a minha zona de conforto) e parasse por aí. 

Ao definir um objetivo bem maior, sei que vou estar a esforçar-me para ir mais além. 

Faz o mesmo!

Passo 5 – Desenha o teu plano de ação 

Os objetivos estão definidos mas agora está na hora de saber exactamente o que deves fazer para atingires esses objetivos. Lembra-te: a mudança dá-se com a ação constante. Por isso, define todas as ações que precisas de realizar para atingires os teus objetivos. 

Como podes ver, este passo a passo é muito simples e vai-te ajudar a focares a tua ação para os próximos meses naquilo que realmente queres atingir. 

Para te ajudar, decidi criar um Guia Gratuito para definires os teus objetivos e viveres a vida que queres! Faz download no botão abaixo!

19 Partilhas